Crítica: Django Livre- Quentin Tarantino

Django-Livre

Estou absolutamente perplexa com esse filme. Quentin Tarantino é com certeza o diretor mais diferente e brilhante que já vi!! Com suas cenas de violências insanas, humor ácido, e uma trilha sonora de primeira que é sempre marca garantida do diretor, a história é divertida e não decepciona!

O filme é um faroeste cheio de vingança, escravidão, racismo e principalmente sede de justiça!

Mas antes, quero deixar claro que os filmes de Tarantino são insanos e bárbaros ao mesmo tempo. E que normalmente, ou você irá ama-lo ou odia-lo. Não existe meio termo! Sempre com aquela violência exagerada e jorros de sangue (me lembram de quadrinhos) que acabam sendo bem cômicos!

Sinopse:

Na trama, Django (Jamie Foxx) é um escravo que acaba sendo comprado pelo Dr. King Schultz (Christoph Waltz), um caçador de recompensas alemão. Schultz está em busca dos irmãos assassinos Brittle, e somente Django pode levá-lo a eles. O pouco ortodoxo Schultz compra Django com a promessa de libertá-lo quando tiver capturado os irmãos Brittle, vivos ou mortos.
Ao realizar seu plano, Schultz libera Django, embora os dois homens decidam continuar juntos. Desta vez, Schultz busca os criminosos mais perigosos do sul dos Estados Unidos com a ajuda de Django. Dotado de um notável talento de caçador, Django tem como objetivo principal encontrar e resgatar Broomhilda (Kerry Washington), sua esposa, que ele não vê desde que ela foi adquirida por outros proprietários, há muitos anos.

A busca de Django e Schultz leva-os a Calvin Candie (Leonardo DiCaprio), o dono de “Candyland”, uma plantação famosa pelo treinador Ace Woody, que treina os escravos locais para a luta. Ao explorarem o local com identidades falsas, Django e Schultz chamam a atenção de Stephen (Samuel L. Jackson), o escravo de confiança de Candie. Os movimentos dos dois começam a ser traçados, e logo uma perigosa organização fecha o cerco em torno de ambos. Para Django e Schultz conseguirem escapar com Broomhilda, eles terão que escolher entre independência e solidariedade, sacrifício e sobrevivência.

♥♥♥♥

Django-Livre-001

Django-unchained-dicap-broomhilda

DU-AC-000119.JPG

Se você gosta do estilo diferente de Tarantino eu indico muito esse filme! Pra mim um dos melhores!!! Chegando a desbancar até os meus preferidos de sempre: Kill Bill e Bastardos Inglórios.

O filme é longo, tem quase três horas de duração. Mais em nenhum momento foi chato ou maçante. E os atores são uma obra a parte! Jamie Foxx esta perfeito! Acho que um dos seus melhores papéis! Christoph Waltz então… Como sempre encarnou o personagem de maneira única e foi quem mais roubou a cena! Leonardo DiCaprio foi bem surpreendente também, já que foi um vilão muito ameaçador! O que é bem diferente de todos os papeis que ele já fez anteriormente! E sem esquecer de Samuel L. Jackson que esta irreconhecível no filme!

A trilha sonora é perfeita e engraçada de certa forma, já que vai de Blues a Rap em pleno século 19! Uma parte bem divertida também é quando o filme tira um sarro bem discarado da Ku Klux Klan!!! rs

Enfim, simplesmente fantástico à lá Tarantino!!! Indico muito!!

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Paulinha Cavicchio
    maio 16, 2013 @ 14:46:37

    EU AMEI ESSE FILME!!

    É incrível… cenas fortes, mas perfeito… assisti no cinema, e baixei para ver de novo!! E vi mais uma vez com amigos!!

    ótimo… arrasou!

    Beijos!

    http://4ladiesblog.com/

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 179 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: